O sonho do 4G logo ali…

O início das ligações comerciais 4G no Brasil está marcado para junho de 2013, mas apenas 50% da área de seis cidades terão cobertura de rede – Brasilia, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Salvador e Rio de Janeiro.
A cidade de São Paulo fica de fora da cobertura na fase inicial, por não estar associada à Taça das Confederações de futebol, evento associado ao início da comercialização do 4G no Brasil, como parte integrante dos preparativos da infraestrutura para o Mundial de Futebol de 2014.
Segundo a Folha de São Paulo, na altura do arranque do serviço estarão disponíveis cerca de dez mil antenas com emissores 4G, que aproveitarão as infraestruturas das antenas 3G já em funcionamento.
A mesma fonte cita especialistas no setor para justificar a cobertura limitada da rede 4G no período de arranque, com a argumentação de que para alcançar a mesma cobertura de uma antena 3G, são necessárias três antenas 4G.
Apesar das limitações iniciais, das quatro operadoras brasileiras que ganharam os principais lotes do leilão de espectro para o 4G – Vivo, Oi, TIM e Claro – apenas a TIM se encontra numa fase de negociações para a criação da rede 4G, tendo já anunciado que está prestes a fechar contratos. As outras operadoras já se encontram na fase de testes fechados ao serviço.
A cobertura integral de rede 4G no Brasil está prevista para 2019, mas todas as cidades que participam no Mundial de Futebol vão ter cobertura prevista até ao final de 2013.